Sobre o curso

O curso "A primavera da filosofia grega" pretende apresentar os pressupostos básicos necessários para a compreensão das circunstâncias que produziram o pensamento filosófico inicial na Grécia. Apresentaremos os elementos culturais, políticos e econômicos que permitiram a ascensão de uma nova forma de pensar, concentrada nesta região que convencionamos a chamar de Grécia. Falaremos sobre o período pré-micênico e micênico, sobre a organização das fratrias, sobre a estrutura do pensamento arcaico, do mito ao pensamento filosófico, da oralidade à instituição da escrita. Nosso percurso se iniciará com Homero e a importância dos Aëdos, passando por alguns nomes da filosofia pré-socrática, pelos sofistas e finalizando com o pensamento de Sócrates. O curso é uma introdução rigorosa ao pensamento filosófico da antiguidade grega e pretende ir além daquilo que oferecem os manuais amplamente disseminados ao público interessado. Nosso curso se serviu de uma bibliografia robusta, indo às fontes diretas e também aos mais renomados comentários especializados. Aliamos conteúdos rigorosos à uma exposição clara, leve e acessível que possa ser compreendida por todo mundo que se interesse pelo tema, desde estudantes universitários até curiosos e interessados por filosofia e cultura em geral.

Aula 1 - O mundo sagrado dos Aëdos e o logos alethés (palavra verdadeira) . Mito e pensamento na Grécia arcaica de Homero e Hesíodo.

 

Aula 2 - Oralidade e revolução escrita na Grécia. O surgimento de um novo mundo.

 

Aula 3 - Os pré-socráticos e o logos apoditikós (palavra demonstrada). A filosofia como filha de suas circunstâncias.

 

Aula 4 - A filosofia jônica: Tales de Mileto e o princípio de umidade.

 

Aula 5 - Anaximandro de Mileto: o ápeiron (indeterminado) como fundamento de todas as coisas (tá onta).

 

Aula 6 - Pitágoras de Samos: A música, a matemática e a harmonia.

 

Aula 7 - Heráclito de Éfeso: o enigma do logos profundo e o pántha khórei (Tudo é um); não o pántha rhéi (tudo flui).

 

Aula 8 - Parmênides de Eléia: os dois caminhos da Deusa e a análise filosófica da língua grega.

 

Aula 9 - Os sofistas: Protágoras de Abdera e a revolução humanista da filosofia

 

Aula 10 - Sócrates: o surgimento da razão negativa e da positividade do conceito.

Curso_primavera da filosofia1.jpg

BIBLIOGRAFIA

 

Aristóteles. Metafísica. Tradução de Marcelo Perine (de Geovanni Reale). São Paulo: Loyola, 2002.

 

Benoit, H. Sócrates: o nascimento da razão negativa. São Paulo: Moderna, 1996.

 

Burnet, J. A aurora da filosofia grega. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2006

 

Cassin, B. O efeito sofístico: sofística, filosofia, retórica, literatura. Tradução de Ana Lúcia de Oliveira, Maria Cristina Franco Ferraz e Paulo Pinheiro. São Paulo: Ed. 34, 2005.

 

Cordero, N. A invenção da filosofia. Tradução de Eduardo Wolf. São Paulo: Odysseus, 2011.

 

Cordero, N. Sendo, se é. A tese de Parmênides. Tradução de Eduardo Wolf. São Paulo: Odysseus, 2011.

 

Cornford, F. Antes e depois de Sócrates. Tradução de Valter Lellis Siqueira. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

 

Cornford, F. Principium Sapientiae. The origins of greek philosophical thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1952.

 

Detienne, M. Os mestres da verdade na Grécia Arcaica. Tradução de Andréa Daher. Rio de Janeiro: Zahar, 1988.

 

Gazolla, R. Pensar mítico e filosófico. Estudos sobre a Grécia Antiga. São Paulo: Loyola, 2011.

 

Gigon, O. Los Orígenes de la filosofia griega. De Hesíodo a Parménides. Traducción de Manuel Carrión Gútiez. Madrid: Gredos, 1980.

 

Guthrie, W. Los filósofos griegos. Traducción de Florentino M. Torner. México: Fondo de cultura económica, 1995.

 

Guthrie, W. Os sofistas. Tradução de José Rezende da Costa. São Paulo: Paulus, 1995.

 

Havelock, E. Reflexiones sobre oralidade y escritura desde la Antigüedad hasta el presente. Traducción de Luis Wenda. Barcelona: Paidós, 1996.

 

Jaeger, W. Paidéia: a formação do homem grego. Tradução de Artur M. Parreira. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

 

Kahn, C. The art and thought of Heraclitus. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.

 

Kahn, C. Anaximander and the origins of greek cosmology. New York: Columbia University Press, 1960.

 

Kirk, G. Raven, J. Schofield, M. Os filósofos pré-socráticos. Tradução de Carlos Alberto Fonseca. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2008.

 

Laêrtios, D. Vidas e doutrinas dos filósofos ilustres. Tradução de Mário da Gama Kury. Brasília: Editora UnB, 2008.

 

Long, A. (Org.). Os primórdios da filosofia grega (Cambridge Companion). Tradução de Pedro Ferreira. São Paulo (Aparecida): Ideias & Letras, 2008.

 

Mondolfo, R. El pensamento antiguo. Traducción del italiano por Segundo A. Tri. Buenos Aires: Editorial Losada, 1959.

 

Mondolfo, R. Heráclito. Textos y problemas de su interpretación. Traducción de Oberdan Caletti. Romero de Terreros: Siglo XXI editores, 2007.

 

Pereira, I. Aspectos sagrados do mito e do logos. Poesia hesiódica e filosofia de Empédocles. São Paulo: Educ, 2006.

 

O'Grady, P. (ed.) The Sophists: An introduction. London/New York: Bloomsbury, 2008.

 

Platão; Xenofonte; Aristófanes. Sócrates (Col. Os Pensadores). Traduções de Jaime Bruna; Líbero Rangel de Andrade; Gilda Maria Reale Starzynski. São Paulo: Abril Cultural, 1972.

 

De Romilly, J. The great sophists in periclean Athens. Translated by Janet Lloyd. New York: Oxford University Press, 1992.

 

Santos, José Gabriel Trindade. O Argumento sobre “As coisas que são e não são”: R.V 476A1-479B10. Prometheus Jorunal of Philosophy. N32. January – April 2020 E-ISSN: 271-5960

 

Spinelli, M. Filósofos Pré-Socráticos: primeiros mestres da filosofia e da ciência grega. Rio Grande do Sul: Edipucrs, 2012.

 

Vernant, J. As origens do pensamento grego. Tradução de Ísis Fonseca. Rio de Janeiro: Difel, 2002.

 

Vernant, J. Mito e pensamento entre os gregos. Tradução de Haiganuch Sarian. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

 

Watanabe, L. Platão: por mitos e hipóteses. São Paulo: Moderna, 2006.

O curso será ministrado pelo PROF. ME. DIEGO DOS ANJOS AZIZI, graduado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Mestre em filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com ênfase em história da filosofia moderna e ética e filosofia política. Pós-graduado (especialista) em Ciência Política pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP). Doutorando em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Professor de pós-graduação da UNIFAI. Diretor e professor do Instituto Welt_Abaeté. Membro dos grupos de pesquisa "Estudos do Idealismo - GPEI (UNESP)", "História da Filosofia (UNICENTRO)" e "Ética, Política e Cidadania (UNICENTRO)". Link para o lattes: http://lattes.cnpq.br/0411571979996806